O Instituto

orquestra filarmônica

orquestra filarmônica

Criada em 2007, a Orquestra Filarmônica de Petrópolis (OFP) pertence ao Instituto dos Meninos Cantores de Petrópolis. Sua direção artística e regência estão a cargo dos maestros Marco Aurélio Lischt e Marcelo Vieira. Já realizou concertos de gala no Theatro D. Pedro, no Teatro Sesc Quitandinha, na Catedral S. Pedro de Alcântara, concertos didáticos no Teatro Santa Cecília e no Theatro D. Pedro, bem como já se apresentou na Igreja N.Sª do Rosário e no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

 Uma escola de música para crianças de baixa renda, que funcionará na sede do Instituto dos Meninos Cantores de Petrópolis, com os músicos da própria orquestra como professores, também está nos planos da instituição, aguardando o patrocínio. Além de empresas que podem fazer parte deste grande projeto como patrocinadoras, pessoas físicas também têm a possibilidade de contribuir através do desconto de até 6% no imposto de renda.

 Sua temporada de estréia contou com o patrocínio da GE Celma e do Colégio Bom Jesus, através da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura.


    

Marco Aurélio Lischt

  • Nasceu em Petrópolis-RJ e iniciou a sua carreira musical ao ingressar no Coral dos Canarinhos de Petrópolis.
  • É formado em piano com o título Magna cum Laude pela Escola de Música da UFRJ, sob a orientação da professora Maria Yeda Caddah, obtendo pela mesma universidade o prêmio Medalha de Prata em 1991.
  • Após os estudos de piano, obteve a graduação e título de Mestre em Música em órgão também na Escola de Música da UFRJ, na classe da professora Gertrud Mersiovsky.
  • Após cinco anos de estada na Alemanha, no ano de 1998 formou-se no curso de Música Sacra na Hochschule für Musik und Darstellende Kunst em Frankfurt-Main, tendo como cadeiras principais órgão e regência, respectivamente sob as orientações de Daniel Roth (Paris) e Winfried Toll (Freiburg).
  • No ano 2000, realizou com o Coral dos Canarinhos de Petrópolis como regente titular, uma grande excursão artística pela Europa visitando quatro países, Portugal (em comemoração aos 500 anos de descobrimento do Brasil), Itália, Áustria e Alemanha.
  • Durante os anos de 1999 e 2000 foi Professor Substituto de Órgão na Escola de Música da UFRJ.
  • Com o Coral dos Canarinhos de Petrópolis gravou três CDs, um de música popular brasileira (1999), outro com obras sacras do período natalino de Pe. José Maurício Nunes Garcia e graduais de natal em gregoriano (2003). O terceiro foi “Christus est natus” de músicas natalinas (2009).
  • Em novembro de 2003 esteve em Fátima/Portugal participando como palestrante convidado, do Congresso Internacional “O Órgão e a Liturgia Hoje”, abordando aspectos litúrgicos do órgão de tubos no Brasil.
  • Grandes obras da literatura para coro e orquestra compõem o seu repertório tais como, o “Oratório de Natal” de J. S. Bach, o qual executou pela primeira vez em Petrópolis no ano 2000, a Grande Missa em dó menor K 427 de W. A. Mozart, a “Cantata para Comemorar o Nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo” de Ernani Aguiar, os “Salmos de Chichester” de Leonard Bernstein, o Requiem de Gabriel Fauré, Spem in alium de Thomas Tallis (moteto a 40 vozes), Gesang der Geister über den Wassern de Franz Schubert (para coro masculino adulto a 8 vozes) e a Sinfonia nº 2 “Lobgesang” op. 52 de Mendelssohn Bartholdy.
  • Em setembro de 2004 fez uma série de 5 concertos de órgão pela Polônia e República Tcheca, onde, em dois deles, atuou juntamente com Krzysztof Penderecki.
  • Em setembro de 2008, voltou à Rep. Tcheca e Alemanha para realizar concertos de órgão comemorando 10 anos de retorno ao Brasil e de trabalho junto ao Coral dos Canarinhos de Petrópolis.
  • Atualmente é Diretor Artístico do Coral dos Canarinhos, da Orquestra Filarmônica de Petrópolis e dos Festivais de Verão dos Canarinhos de Petrópolis.

 Marcelo Vieira

  • O maestro Marcelo Vieira iniciou seus estudos de música em 1977, aos 12 anos de idade, com o professor Clever Costa de Castro, e atuou como trompetista na Banda Marcial Wolney Aguiar e na Banda de Música 1o de Setembro em Petrópolis R.J.
  • A fim de complementar seus estudos, Marcelo se tranferiu para a cidade do Rio de Janeiro, onde cursou o Bacharelado em Música tendo especialização em trompete com o professor Rubens Brandão, na Universidade Federal do Rio de Janeiro.
  • Atuou como trompetista na Orquestra Sinfônica Jovem do Rio de Janeiro, na Orquestra Sinfônica da Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro e na Orquestra dos Canarinhos de Petrópolis.
  • Durante o festival de verão de Prados (MG) do ano de 1992, cursou a classe de regência coral com o maestro Gilberto Bittencourt, instrumentação para Banda e história da música com o mestre Adhemar Campos Filho.
  • Marcelo fez um curso de extensão em regência sinfônica promovido pela Universidade Federal Fluminense no período de dois anos (1996/1997), com o maestro Carlos Eduardo Prates, tendo ao final do curso regido a Orquestra Sinfônica Nacional.
  • Em 2003 participou de um teste para a Orquestra Sinfônica Brasileira Jovem regendo um ensaio.
  • No ano de 2004 participou de master classe em regência sinfônica, promovida pela Orquestra Sinfônica Brasileira, com o maestro Yeruham Scharovsky.
  • Em 2007 participou de master classe em regência coral, promovida pelo Instituto dos Meninos Cantores de Petrópolis, com o maestro Winfried Toll.
  • Em 2008 participou do primeiro concurso internacional de regência orquestral para o cargo de regente assistente da Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto SP, Ficando entre os dez primeiros colocados.
  • Atualmente, Marcelo está à frente da Orquestra Filarmônica de Petrópolis como regente titular e da Academia Filarmônica de Sopros como diretor artístico.

 

 


Voltar


Instituto Meninos Cantores de Petrópolis | Telefones: 55 (24) 2104-4100 e 55 (24) 2104-4141
Rua Santos Dumont - 355 - CEP: 25625-090 | Petrópolis - RJ - Brasil

Curta nossos canais oficiais


Compartilhe!

2011 - Instituto dos Meninos Cantores de Petropólis | Todos os direitos reservados.